Você tem MEDO de um Processo Seletivo? Veja dicas para superar.

    O Vida de Comissário conversou com profissionais especializados em processos seletivos para entender porque o medo tem feito tantos candidatos serem reprovados nas Cias aéreas e também em outras empresas.

    Importante sabermos o que é o Medo:

    Medo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo.

    A ideia de que algo ou alguma coisa possa ameaçar a segurança ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative, involuntariamente, uma série de compostos químicos que provocam reações que caracterizam o medo.

    O aumento do batimento cardíaco, a aceleração da respiração e a contração muscular são algumas das características físicas desencadeadas pelo medo.

    Um guia definitivo para processo seletivo

    O medo é uma sensação de alerta de extrema importância para a sobrevivência das espécies, principalmente para o ser humano.

    Inconscientemente, as características físicas reproduzidas pelo sentimento de medo preparam o corpo para duas prováveis reações naturais: o confronto ou a fuga.

    Normalmente, para surgir o medo é necessário a presença de um estímulo que provoque ansiedade e insegurança no indivíduo. Porém, em determinadas situações, o medo pode se desencadear apenas a partir da ideia em relação a algo que seja desagradável.

    Nos seres humanos o medo também pode ser provocado por razões sem fundamento ou lógica racional, quando estão baseados em crenças populares ou lendas. O medo de fantasmas é um exemplo.

    Existem diferentes tipos e níveis de medo, que pode ir desde uma ligeira ansiedade ou desconforto até o pavor total. As respostas do organismo também se apresentam de diferentes modos de acordo com a intensidade do medo.

    Quando o medo passa a ser patológico, ou seja, quando afeta profundamente um indivíduo no âmbito físico, psicológico e social, os psicólogos podem diagnosticar a pessoa como portadora de uma fobia.

    As pessoas podem desenvolver fobias por várias coisas, como: medo de palhaços (coulrofobia ), medo de gatos (elurofobia), medo de tomar banho (ablutofobia), medo de altura (acrofobia), medo de não ter fobias (afobias), medo de ser tocado (afefobia), entre muitas outras.

    Perdendo o medo da entrevista de emprego

    Portar-se de forma segura é elemento importante para se dar bem 

    Tudo o que você deve aprender para a prova da ANAC

    Vergonha, timidez e medo de falar em público é um problema que muitas vezes atrapalha na hora da busca por um emprego.

    É importante que a confiança esteja em suas palavras, como também em seus gestos, para que o recrutador, durante a entrevista de emprego, veja que está diante de alguém determinado e que irá trazer algo bom para a empresa.

    Deve-se sempre olhar no olho e nunca desviar o olhar ou olhar para o teto, isso torna a conversa pouco confiável. Segurança, no entanto, não é prepotência – a humildade também é uma virtude.

    Ter medo é algo desnecessário e que você pode tentar encarar de uma outra forma, já que, se você chegou até essa etapa, deve, então, encará-la como uma grande oportunidade!

    Para que você se livre de qualquer receio e tenha êxito, veja algumas dicas sobre o que NÃO devemos fazer e como se portar numa situação como essa:

    Ao se comunicar verbalmente:

    • Falar muito baixo ou muito alto.
    • Falar muito depressa ou muito devagar.
    • Falar com voz estridente.
    • Falar em tom monótono, sem modulação.
    • Usar muitos termos estrangeiros.
    • Pronunciar incorretamente os termos estrangeiros.
    • Ser repetitivo(a).
    • Expressar-se sem objetividade e clareza.
    • Usar termos técnicos para um público leigo.
    • Usar argumentos inconsistentes e genéricos.
    • Perder-se em detalhes.
    • Utilizar vícios de linguagem, como: ‘Tá?’; ‘Né?’; ‘Ok?’; ‘Certo?’; ‘Entendeu?’; ‘Percebe?’; ‘É isso aí!’; ‘Tipo assim… ‘; ‘A gente’; ‘Acho que… ‘. A nível de “…

    Ao manter a postura, não se deve:

    10 passos importantes para seu sucesso em processo seletivo

    • Manipular objetos (caneta, chaveiro, crachá, gravata etc.).
    • Ajeitar constantemente os cabelos e os óculos.
    • Coçar-se.
    • Prender as mãos nas costas.
    • Roer unhas.
    • Cruzar os braços.
    • Enfiar as mãos nos bolsos.
    • Apoiar as mãos na cintura.
    • Apoiar-se nos móveis.
    • Olhar para o chão ou para o teto.
    • Olhar muitas vezes para o relógio.

    Dicas para treinar e deixar o medo de lado:

    Apresente-se em casa para os familiares ou amigos. Você também pode treinar sozinho em frente ao espelho. O importante é identificar quais deses erros está cometendo ao ser avaliado, e treinar a forma correta de se portar na entrevista.

    Isso faz com que você se acostume aos movimentos corretos e chegue bem mais tranquilo e confiante à entrevista de emprego.

    Veja um video com importantes dicas do Alexandre Scoth para superar o medo nas entrevistas.

    Esse conteúdo foi útil para você? Se sim cadastre-se aqui na barra lateral do site para receber todos os nossos conteúdos e escreva para nós dando sugestão de temas e assuntos que deseja receber.
    Formulário de contato Vida de Comissário
    Vida de Comissário orientando seu sonho.

    Deixe uma resposta